DISCOGRAFIA

Álbum: Let Go
Lançado em: 4 de junho de 2002

Álbum de estreia da canadense, Let Go não só apresentou Avril Lavigne para o mundo, como também revolucionou a indústria musical do início dos anos 2000, trazendo uma nova roupagem para a música pop da época e, principalmente, abrindo caminhos para o surgimento de diversas cantoras que se identificaram com Avril Lavigne.

Let Go vendeu mais de 20 milhões de cópias no mundo inteiro e foi o segundo mais vendido em 2002, ano de seu lançamento. Até hoje, é considerado um dos álbuns mais revolucionários e populares da década de 2000.

Singles:

Complicated, lançado em 14 de maio de 2002
Sk8er Boi, lançado em 27 de agosto de 2002
I’m With You, lançado em 19 de novembro de 2002
Losing Grip, lançado em 1 de abril de 2003
Mobile, lançado em 11 de maio de 2003 [PROMOCIONAL]

Álbum: Under My Skin
Lançado em: 25 de maio de 2004

Após o indiscutível sucesso de seu álbum de estreia, Avril Lavigne lançou seu segundo disco, Under My Skin, sob grandes expectativas da indústria musical. E não decepcionou! Mesmo com o excelente desempenho do Let Go, a canadense se manteve com a cabeça no lugar e apresentou um álbum cheio de personalidade muito aclamado pelos críticos musicais da época, que o definiram como um disco “mais adulto”, em comparação ao seu primeiro trabalho.

Além de canções sobre amores e desamores vividos por todos os jovens, o álbum traz, ainda, Slipped Away, música composta por Avril Lavigne em homenagem ao seu avô, que faleceu enquanto ela se apresentava em um dos shows de sua primeira turnê, a Try To Shut Me Up Tour. O bom desempenho dos singles, em especial Don’t Tell Me e My Happy Ending, colocou o álbum entre os mais populares da história.

Singles:

Don’t Tell Me, lançado em 1 de março de 2004
Take Me Away, lançado em 1 de março de 2004 [PROMOCIONAL]
My Happy Ending, lançado em 7 de julho de 2004
Nobody’s Home, lançado em 28 de outubro de 2004
He Wasn’t, lançado em 11 de abril de 2005

Álbum: The Best Damn Thing
Lançado em: 17 de abril de 2007

Surpreendendo novamente, Avril Lavigne lançou seu 3º álbum, The Best Damn Thing, totalmente repaginada, tanto sonora quanto visualmente. A cantora ressurgiu com looks mais femininos, deixando de lado aquele visual mais desleixado e skatista com o qual ela se apresentou nos seus dois primeiros trabalhos. Abusando da cor rosa no encarte do The Best Damn Thing, o disco representa também um afastamento sonoro em comparação aos álbuns anteriores, trazendo músicas mais animadas e com mais influências do pop punk e do teen pop da época.

O álbum esteve entre os mais vendidos de 2007 e marcou a estreia de Lavigne no topo das paradas musicais de inúmeros países com o hit Gilfriend, que é, até hoje, o maior sucesso comercial da carreira da canadense. O sucesso do single foi tanto que trouxe para a cantora um novo recorde: é dela o primeiro vídeo da história a alcançar a marca de 100 milhões de visualizações no Youtube! O lançamento do The Best Damn Thing foi, segundo críticos musicais da época, “um retorno triunfal” de Avril!

 

 

 

Singles:

Keep Holding On, lançado em 27 de novembro de 2006 [PROMOCIONAL]
Girlfriend, lançado em 27 de fevereiro de 2007
When You’re Gone, lançado em 19 de junho de 2007
Hot, lançado em 2 de outubro de 2007
The Best Damn Thing, lançado em 24 de junho de 2008

Álbum: Goodbye Lullaby
Lançado em: 8 de março de 2011

Quem achou que o sucesso do álbum antecessor influenciaria na sonoridade do quarto álbum de Avril Lavigne, se enganou. Muito embora What The Hell, primeiro single do álbum, seja mais agitada, o disco veio em um tom bem mais intimista e, segundo a própria cantora, é o “mais pessoal e sentimental” que ela já fez. No álbum, predominam canções compostas apenas por Lavigne (destaque para Darlin, escrita quando Avril ainda tinha 14 anos) e ainda conta, pela primeira vez, com a co-produção dela em duas faixas: 4 Real e Goodbye.

Ainda que seu desempenho comercial não tenha sido tão exitoso quanto os trabalhos anteriores da canadense, o disco vendeu mais de 2 milhões de cópias mundialmente, ficando em primeiro lugar nas paradas musicais de vários países. Destaque para o Japão, onde o álbum vendeu mais de 100 mil cópias só na primeira semana de lançamento!

Oficialmente, Goodbye Lullaby teve apenas 3 singles lançados. No entanto, graças ao bom desempenho no Japão, um single promocional foi lançado exclusivamente no país: Push foi a música escolhida.

Ao final da turnê mundial do disco, a The Black Star Tour, Avril decidiu lançar, como forma de agradecimento aos fãs, um videoclipe de ‘Goodbye’, música que encerra o disco e que a própria cantora definiu como a “mais crua e vulnerável que ela já escreveu e gravou na carreira até então.

 

Singles:

What The Hell, lançado em 1 de janeiro de 2011
Smile, lançado em 18 de maio de 201
Wish You Were Here, lançado em 9 de setembro de 2011
Push, lançado em 13 de fevereiro de 2012 [PROMOCIONAL/Japão]

Álbum: Avril Lavigne
Lançado em: 5 de novembro de 2013

Sob a produção executiva da própria Avril Lavigne e também de LA Reid, principal responsável por revelar a canadense para o mundo em 2002, o quinto álbum gerou expectativas entre os fãs. Antes mesmo de seu lançamento, a cantora revelou em entrevistas que o disco trazia consigo aspectos e sonoridades de todos os seus trabalhos anteriores. De fato, muitas das faixas do álbum autointitulado poderiam fazer parte da tracklist dos quatro primeiros discos de Lavigne.

O primeiro single do álbum, por exemplo, despertou nos fãs um sentimento de nostalgia: no clipe de Here’s To Never Growing Up, a cantora aparece com um visual semelhante ao que usou em seu primeiro clipe da carreira, Complicated!

Mas para além disso, no Avril Lavigne a canadense também saiu um pouco da sua zona de conforto. Hello Kitty, por exemplo, faixa que ela dedica aos seus fãs japoneses, é uma música eletrônica (dubstep) diferente de tudo que Avril já havia feito até então. O quinto álbum também foi o primeiro com participações vocais de outros cantores, uma delas um tanto quanto inimaginável pelos fãs: Marilyn Manson, na faixa Bad Girl. A outra colaboração incluída no disco é Let Me Go, escolhida, inclusive, como terceiro single: a faixa é um dueto de Lavigne e seu então marido Chad Kroeger, vocalista da banda Nickelback.

 

Singles:

Here’s To Never Growing Up, lançado em 9 de abril de 2013
Rock N Roll, lançado em 27 de agosto de 2013
Let Me Go, lançado em 15 de outubro de 2013
Hello Kitty, lançado em 15 de abril de 2014 [PROMOCIONAL|JAPÃO]
Give You What You Like, lançado em 10 de fevereiro de 2015